Com design inovador, o Al-Shamal será um dos seis estádios localizados em Doha e poderá ter capacidade para 45.120 (Crédito: Divulgação)

Com a Copa do Mundo 2018 já perto do fim, a bola da vez agora é o Mundial 2022, que será realizado no Catar. Será a primeira vez que o Oriente Médio receberá a competição da Fifa, que prevê lucro recorde em um evento marcada pelas obras faraônicas e pela megalomania em vários aspectos.

Já pensando nisso, o Supremo Comitê de Entrega e Legado do Catar montou nesta semana, em Moscou, alguns espaços interativos para que os russos e turistas da cidade possam ter contato com a nação que sediará a Copa daqui a quatro anos.

Imagens divulgadas pelo país mostram os estádios que vão sediar a Copa 2002, o mais impressionante é o Estádio Icônico de Lusail, a 15 km de Doha, a capital do país. Sozinha, a arena para 86.250 pessoas tem custo estimado de US$ 767 milhões, ou quase R$ 3 milhões – mais que o dobro da Arena Corinthians, o mais caro projeto de 2014.

Ela será sede da abertura e da final da Copa-2022, e tem inaguração planejada para fevereiro de 2019. Após ser finalizado, entrará para o “Livro dos Recordes” como o maior de toda a Península Árabe, além de ser, de longe, o mais luxuoso.

Ao redor do Lusail, ainda será construída uma nova cidade para 200 mil pessoas, com prédios, estabelecimentos comerciais, parques, marinas, parques de diversão e diversas outras atrações para moradores e turistas.

O valor total do projeto, somado ainda ao metrô, ao transporte leve sobre trilhos e às rodovias que foram projetados para ligar o espaço a Doha, passará dos US$ 20 bilhões, ou quase R$ 80 bilhões. Nada mais que alguns “trocados” para o país que é o maior exportador de gás natural liquefeito do mundo.

O megaprojeto é apenas uma de tantas obras espetaculares que estão sendo construídas para receber o futebol daqui a quatro anos. Segundo garantiram membros do Supremo Comitê, os estádios do Catar serão os “mais ambiciosos e visualmente deslumbrantes já concebidos” na história.

O Catar também trabalha com os maiores números financeiros da história da Copas.

Segundo O Estado de S. Paulo, a Fifa espera atingir uma receita recorde de US$ 6,6 bilhões (cerca R$ 26 bilhões) com o Mundial no pequeno país. O valor é US$ 1 bilhão (R$ 3,86 bilhões) maior do que se garantiu em 2014, no Brasil. Ainda de acordo com o jornal, a entidade suíça qualifica a previsão como “realista e ambiciosa”, e admite que 70% dos contratos para a competição já estão fechados.

O Lusail Iconic, que terá capacidade para 86.250 torcedores, vai receber a abertura e a decisão da Copa (Crédito: Divulgação)
O Lusail Iconic, que terá capacidade para 86.250 torcedores, vai receber a abertura e a decisão da Copa (Crédito: Divulgação)
O estádio Internacional de Kahlifa tem capacidade para 50.000 lugares e poderá ser ampliado para 68.030 (Crédito: Divulgação)
O estádio Internacional de Kahlifa tem capacidade para 50.000 lugares e poderá ser ampliado para 68.030 (Crédito: Divulgação)
O já existente estádio de Rayyan poderá ter sua capacidade redobrada e vai receber 44.740 torcedores (Crédito: Divulgação)
O já existente estádio de Rayyan poderá ter sua capacidade redobrada e vai receber 44.740 torcedores (Crédito: Divulgação)
O Al-Gharafa Stadium poderá ter sua capacidade ampliada para 44.740 para o Mundial (Crédito: Divulgação)
O Al-Gharafa Stadium poderá ter sua capacidade ampliada para 44.740 para o Mundial (Crédito: Divulgação)
Outra arena de design inovador, o Al-Khor poderá receber 45.330 torcedores na Copa de 2022 (Crédito: Divulgação)
Outra arena de design inovador, o Al-Khor poderá receber 45.330 torcedores na Copa de 2022 (Crédito: Divulgação)
O Umm Slal Stadium poderá receber 45.120 torcedores na competição. Após o Mundial, porém, sua capacidade iria para 25.500 lugares (Crédito: Divulgação)
O Umm Slal Stadium poderá receber 45.120 torcedores na competição. Após o Mundial, porém, sua capacidade iria para 25.500 lugares (Crédito: Divulgação)
Ispirado em tendas árabes, o Sports City Stadium vai poder receber 47.560 torcedores em 2022 (Crédito: Divulgação)
Ispirado em tendas árabes, o Sports City Stadium vai poder receber 47.560 torcedores em 2022 (Crédito: Divulgação)
O Al-Wakrah terá espaço para 45.120 torcedores na Copa. Em seguida, sua capacidade cairia para 25.500 (Crédito: Divulgação)
O Al-Wakrah terá espaço para 45.120 torcedores na Copa. Em seguida, sua capacidade cairia para 25.500 (Crédito: Divulgação)
O Education City terá espaço para 45.350 pessoas (Crédito: Divulgação)
O Education City terá espaço para 45.350 pessoas (Crédito: Divulgação)
O Qatar University, que terá capacidade para 43.520 lugares, também terá uma redução de espaço para torcedores após a Copa  (Crédito: Divulgação)
O Qatar University, que terá capacidade para 43.520 lugares, também terá uma redução de espaço para torcedores após a Copa (Crédito: Divulgação)
O Doha Port Stadium impressiona por estar localizado dentro de uma lagoa: capacidade para 44.950 torcedores (Crédito: Divulgação)
O Doha Port Stadium impressiona por estar localizado dentro de uma lagoa: capacidade para 44.950 torcedores (Crédito: Divulgação)

Fonte: Com informações do ESPN